3 Preocupações Freight Forwarders Face

Conversamos com diversos transportadores de cargas terrestres e eles nos contaram porque, apesar de se sentirem mais confiantes com a situação logística da região, estão preocupados com as condições em que devem realizar seu trabalho.

Após manifestações e graves repercussões no transporte terrestre devido à pandemia, os transportadores consideram que há três coisas que os operadores logísticos e as transportadoras podem melhorar para se tornarem mais seguros e produtivos.

Por que a preocupação?

A segurança em todas as viagens é, sem dúvida, uma questão cada vez mais importante para os transportadores. O engenheiro Carlos Vidal, especialista em transportes no México, explica que, embora o país esteja se esforçando para melhorar a segurança, o sindicato dos transportes ainda se sente em perigo.

Na Colômbia não é diferente, após quase dois meses de manifestações e bloqueios, o país está aos poucos acelerando o ritmo do transporte terrestre de mercadorias. No entanto, os motoristas acreditam que há situações que os fazem se sentir inseguros.

Ao investigar mais, percebi que independente do país de origem do entrevistado, os motoristas da região concordam que além de chegar do ponto A ao ponto B, seu trabalho o coloca em risco durante o processo de carga e descarga ou entrega do veículo. mercadoria.

É aqui que as transportadoras e os operadores logísticos podem modificar os seus processos para melhorar a situação dos milhões de trabalhadores que se dedicam ao transporte de cargas por via terrestre.

Três coisas que podem ser melhoradas

 

Equipamento caro de hardware

Transportadores, caminhoneiros, motoristas ou motoristas como são conhecidos em toda a América Latina lutam diariamente com o medo de que os caros equipamentos que lhes foram entregues na empresa sejam danificados, pois serão eles os responsáveis ​​pelo reparo.

Da mesma forma, transportar esses equipamentos é incômodo, porque como diz Juan Fernandez, um motorista mexicano, “é preciso estar atento não só à carga que trazemos, mas também ao equipamento, porque se acontecer alguma coisa devo pagar do bolso e assim por diante Ainda por cima, perco nessa viagem porque não tenho como fazer os meus discos ”.

 

O uso de satélites em veículos de transporte de carga

O uso de satélite em veículos é uma prática comum que ocorre em todo o mundo. A ideia por trás das ferramentas de localização é verificar a localização dos veículos carregados para garantir que cumprem a rota que lhes foi atribuída e evitar eventos de pirataria.

No entanto, existem duas posições em relação ao uso de satélite. Os empresários do setor de transporte defendem que o uso de satélite traz benefícios para eles.

Por outro lado, os motoristas afirmam que por não ser preciso, muitas vezes têm problemas com empresas de transporte ou geradores de carga que afirmam não ter informações sobre suas viagens.

A verdade é que ao falar com um especialista em transporte terrestre, ele nos disse que muitas vezes os satélites falham porque perdem o sinal dos veículos.

Além disso, os responsáveis ​​pelo controle de tráfego não verificam a localização dos veículos com a constância que deveriam (normalmente devem entrar no site do satélite a cada 2 horas).

 

Roubo de dispositivo e perda de informações coletadas

Derivado do primeiro ponto, Andrés Rincón, um motorista peruano nos conta como é uma dor de cabeça para ele ter equipamentos como tablets, rádios e interfones, já que se trata de “isca para ladrões de estrada”.

Como melhorar a situação em que se encontram os transportadores no momento?

Em conversas com diversos transportadores de diversos países da região, é inevitável chegar à conclusão de que a preocupação mais comum a todos é a segurança. Mesmo no caso das transportadoras que fazem entregas em áreas urbanas, um dos seus maiores problemas é ter que coordenar a entrega da mercadoria, receber o dinheiro do cliente e ao mesmo tempo cuidar do equipamento que lhe foi atribuído.

A chave para melhorar o dia a dia desses aliados, que acabam sendo a cara de muitas empresas para os clientes, está no seu bolso.

Sim, seu próprio telefone celular pode resistir a todos esses aparelhos caros. Pode até complementar as informações coletadas pelos satélites para que haja mais transparência sobre as viagens que realizam.

Tanto os geradores de carga multinacionais quanto as maiores empresas de transporte da América Latina descobriram que as automações conversacionais dão aos aliados dos transportadores superpoderes para fazer seu trabalho de maneira mais rápida, eficiente e melhor, sem tantas preocupações.

Basta fazer o download do Twnel Messenger clicando no link em uma mensagem de texto enviada pela empresa contratante.

Uma vez lá dentro, eles podem começar a interagir por meio de botões e uma interface semelhante à mensagem instantânea com a empresa à qual estão associados, gerenciando a autogestão de processos que antes exigiam duas ou três equipes caras.

 

Com o Twnel, mais de 300.000 usuários em todo o mundo hoje podem:

  • Cadastre suas chegadas para carregar e descarregar (o que permite medir o tempo de cada processo)
  • Relate suas alocações de dinheiro no final do dia, tirando uma foto do voucher
  • Faça um registro do estado em que a mercadoria é carregada e entregue de forma a evitar mal-entendidos com danos à mercadoria.
  • Endereços de entrega corretos para que os futuros motoristas cheguem ao cliente com mais rapidez.
  • Eu iria mostrar a você uma imagem do poder dos bots de Twnel, mas a verdade é que você tem que vê-los em ação com seus próprios olhos!

Isso é só o começo, você pode ser a pessoa que melhora as condições de trabalho de quem dá tudo pela sua empresa.

 

 

Copy link
Powered by Social Snap